Páginas

Pesquisar no Blog

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Os Sete Sinais do Apocalipse - History Channel


Sinópse:

Na Calota polar da Groenlândia um pesquisador nota algo pertubador. Flórida, 2005, misteriosamente, uma praia se enche de criaturas mortas. Indonésia, 2004, um terromoto submarino gera um tsunami catastrófico e especialistas se preparam para algo ainda pior. Em 2008, pesquisadores se preparam para uma pandemia mundial mortífera. São sinais previstos na Bíblia? Estamos nos aproximando do fim? Estaremos vivenciando os sete sinais do Apocalipse?

Apocalipse

O livro do Apocalipse (chamado também Apocalipse de São João), é um livro da Bíblia — o livro sagrado do cristianismo — e o último da seleção do Cânon bíblico.

A palavra apocalipse, do grego αποκάλυψις, apokálypsis (termo primeiramente usado por F. Lücke, em 1832), que significa "revelação". Um "apocalipse", na terminologia do judaísmo e do cristianismo, é a revelação divina de coisas que até então permaneciam secretas a um profeta escolhido por Deus. Por extensão, passou-se a designar de "apocalipse" aos relatos escritos dessas revelações.

Devido ao fato de, na maioria das bíblias em língua portuguesa se usar o título Apocalipse e não Revelação, até o significado da palavra ficou obscuro, sendo às vezes usado como sinônimo (errôneo) de "fim do mundo".

Para os cristãos, o livro possui a previsão dos últimos acontecimentos antes, durante e após o retorno do Messias de Deus. Alguns protestantes e católicos entendem que os acontecimentos previstos no livro já teriam começado.

A literatura apocalíptica tem uma importância considerável na história da tradição judaico-cristã-islâmica, ao veicular crenças como a ressurreição dos mortos, o dia do Juízo Final, o céu, o inferno e outras que são ali referidas de forma mais ou menos explícita.

Algumas pessoas defendem que o fato de várias civilizações no mundo terem apresentado narrações apocalípticas sugere que estas têm uma origem comum e ancestral (supostamente revelada ao homem por um ser dotado de inteligência superior, entre outras teorias) que foi sendo deturpada pela transmissão oral. Esta visão assume, por vezes, um caráter ecológico, ao propor que a mensagem do apocalipse se refere à capacidade que o homem civilizado tem para destruir o mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página