Páginas

Pesquisar no Blog

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Bomba Nuclear - Uma preocupação atual!


Sinópse:

Há 20.000 bombas nucleares, muitas delas prontas para o uso, em todo o mundo, afirmou esta quarta-feira no México o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon. "Há 20.000 armas nucleares no mundo, e muitas delas estão prontas para o uso.

No entanto, existe a esperança" de um desarmamento, declarou Ban Ki-moon ao abrir uma conferência da ONU sobre o assunto na presença de 1.300 representantes de ONG de 75 países. "Foi investido um bilhão de dólares" na fabricação de armas nucleares desde o fim da Guerra Fria, lembrou o secretário-geral da ONU.


Entretanto, Ban Ki-moon afirmou que "o desarmamento mundial não é uma meta inalcançável", e recordou que os Estados Unidos e a Rússia têm trabalhado bastante neste sentido. Em julho passado, os presidentes americano, Barack Obama, e russo, Dmitri Medevedev, concordaram em reduzir em um terço seus arsenais nucleares estratégicos.

A explosão:

Estipulam que no local que a bomba explode (conhecido como hipocentro), as temperaturas chegam a 500 milhões de graus Fahrenheit ou 300 milhões de graus Celcius, vaporizando tudo ao seu redor. Para se ter uma ideia, a temperatura no núcleo do Sol é cerca de 13,6 milhões de graus Celcius!
O urânio-235 possui uma propriedade extra que o habilita tanto para geração de energia nuclear como para a geração de uma bomba nuclear. O U-235 é um dos poucos materiais que suportam a fissão induzida. Caso um nêutron livre adentre um núcleo de U-235, ele será absorvido imediatamente, tornando o núcleo instável e levando-o a fissurar. Tão logo o núcleo capture o nêutron, ele será fissurado em dois átomos menores e expelirá dois ou três novos nêutrons (o número de nêutrons ejetados dependerá de como o átomo U-235 foi fissurado). Os dois novos átomos emitirão uma radiação gama conforme eles se ajustam a seus novos estados. Há três aspectos sobre o processo de fissão que o tornam interessante, como explica um especialista:

"A probabilidade de um átomo U-235 capturar um nêutron conforme este transita é muito grande. Em uma bomba operando devidamente, nêutrons ejetados da fissão poderão ocasionar outras fissões. Essa condição é conhecida como supercriticalidade. O processo de captura e fissão de um nêutron acontece muito rapidamente, na ordem de picossegundos (um trilionésimo de segundo), nesse instante, uma quantidade incrível de energia será liberada, na forma de calor e radiação gama, durante a explosão de um átomo. A energia liberada por uma única fissão acontece devido aos produtos de fissão e nêutrons, conjuntamente, pesarem menos do que o átomo original U-235. A diferença no peso será convertida em energia a uma taxa regida pela equação E=mc². No caso de 450 g (1 libra) de urânio altamente enriquecido, como se usa numa bomba nuclear, será igual a 1 milhão de galões de gasolina ou 3.785.412 litros. Ao considerar que 450 g de urânio ocupam menos volume que uma bola de beisebol e que 1 milhão de galões de gasolina enchem um cubo de 15,24 metros de aresta (15,24 metros é a altura de um prédio de cinco andares), pode-se ter uma idéia da quantidade de energia disponível em apenas um pouco de U-235. Para ativar estas propriedades de U-235, uma amostra de urânio deverá estar enriquecida. O urânio para uso em armas é composto de pelo menos 90% de U-235".

Para ler mais detalhadamente sobre a bomba nuclear clique aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página